sábado, 27 de maio de 2017

Battle Royale II: Blitz Royale. Uma outra versão do clássico.


Quem não conhece Battle Royale, seja a versão mangá, o filme ou até mesmo o livro? A clássica história da turma de uma escola que é confinada em uma ilha com a obrigação de lutar até a morte até o único sobrevivente vencer o jogo. Pois bem, o mangá de Battle Royale, publicado no Brasil em 2006 pela editora Conrad, teve uma continuação, que não é bem uma continuação, Battle Royale II: Blitz Royale, e é essa obra que o Dissidência Pop vai apresentar agora.

domingo, 21 de maio de 2017

Palme no Ki. Um conto de fadas psicodélico.


Hoje o Dissidência Pop vai apresentar uma pérola da animação japonesa praticamente desconhecida no Brasil, Palme no Ki, ou Tree of Palme, dirigida e escrita por Takashi Nakamura, o qual trabalhou como diretor de animação em clássicos como Akira. Palme no Ki é uma peça de arte simbólica a qual reconta o clássico infantil Pinóquio, onde o boneco de madeira enfrenta diversas aventuras para se tornar humano, só que neste caso, a ambientação se passa em um universo que mescla fantasia e ficção científica, que chega a lembrar os clássicos do estúdio Ghibli, como Nausicaa do Vale do Vento.

domingo, 14 de maio de 2017

Kaze no Matenrou. Quando o ero guro também pode ser shounen,



O mangá da vez que será analisado pelo Dissidência Pop será de um autor que já deu as caras no Brasil, mas ainda continua sendo um tanto obscuro diante da natureza de sua obra, ele é Suehiro Maruo, considerado por muitos o pai do ero guro, ou "erótico-grotesco", um dos subgêneros de mangás mais controversos existentes. O mangá que trago se chama Kaze no Matenrou, e se trata de uma tentativa divertida de Suehiro Maruo em compor uma obra shounen, mas não abandonando as características clássicas de seu estilo marcante.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Nostalgia. A refinada arte de Nao Tsukiji.


O artbook do mês de maio que o Dissidência Pop apresenta é nada mais, nada menos, que um compilado de desenhos originais de Nao Tsukiji, uma mangaká com um traço belíssimo e rebuscado, com cores vibrantes de um detalhamento estupendo. Ela ainda não é muito famosa, começou no ramo não faz muito tempo, seu primeiro mangá, Adekan, começou a ser publicado em 2007. O foco do seu trabalho são mangás shoujo, mas não se tratam de apenas romances, Nao Tsukiji gosta de inserir várias temáticas fantásticas e surreais em seus trabalho. Esse artbook serve como um meio de se conhecer um pouco mais da bela arte dessa promissora arista.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...